Pet no Apê

Cuidados importantes na convivência com os pets em casa em tempo de pandemia

Escrito por  Redação

13/04/2020 às 16:37

3 minutos

Compartilhe este artigo

 

Especialista alerta: nada de álcool gel para higienizar os bichinhos

A pandemia do coronavírus aconteceu na vida das pessoas e todas tiveram que se adaptar para ficar por muito mais tempo dentro de casa. E no embalo desse comportamento, os pets também foram inseridos. Mas, se por um lado são menos passeios pelas ruas e menos contato com outros pets amiguinhos do condomínio, por exemplo, por outro, é uma excelente oportunidade para que os donos usem da criatividade para cuidar da higiene e inventar brincadeira para eles. A veterinária dermatologista Nara Zucato Gomes dá algumas dicas importantes para que tudo fique em equilíbrio, a começar pela higiene.

“Os banhos terapêuticos devem ser mantidos. Em algumas cidades, alguns pets shops estão autorizados a funcionar para o banho terapêutico, mas caso não tenha condições, os donos devem mantê-lo em casa, escovando bem os pelos após a lavagem. É muito importante reforçar que não se usa álcool gel nas patas e pelos. O correto é meio porcento de hipoclorito de sódio, que é vendido em farmácias de manipulação e deve ser aplicado com lenço umedecido. Claro que tudo isso com a orientação do veterinário”, destaca Nara Zucato, reforçando a necessidade do dono usar máscara enquanto dá banho no bicho ou faz a escovação dos pelos. Higiene pronta, é hora das brincadeiras. Um alerta importante é não aumentar a oferta de petisco para não aumentar o peso dos pets. “Faça brincadeiras de esconder a ração, frutas, pedaços de batata doce em pequenas quantidades, para que o animal procure. Uma dica é usar os brinquedos que podem colocar ração e o bicho vai rolando até sair os grãos.

As bolinhas também são ótimas e ajudam que eles se exercitem quando vão busca-las”, frisa a veterinária. Manter uma rotina de horários é outro ponto importante para que o pet não fique estressado, levando-o nos horários de costume para defecar e fazer xixi, sempre nos mesmos lugares. No caso dos cachorros, uma boa alternativa são os passeios mais curtos e que eles possam explorar os ambientes, cheirando e fazendo xixi para demarcar território. A especialista destaca ainda que apesar dos gatos sentirem menos com a questão do confinamento em casa, estranham a maior presença dos tutores e também requerem esses cuidados especiais para continuarem bem.


Utilizamos cookies para personalizar o conteúdo e analisar o nosso tráfego.
Decida se você deseja aceitar cookies do nosso site.