Dica do Especialista

Home office: sem sair de casa e do seu jeito

Escrito por  Redação

08/04/2020 às 16:00

5 min

Compartilhe este artigo

 

Designer de interiores dá dicas simples para inovar e fazer toda a diferença no cantinho de trabalho

Ele sempre foi falado, mas nos últimos tempos tem se tornado um dos ambientes mais movimentados em nossas casas, após orientações das autoridades de Saúde para que as pessoas fiquem em casa, a fim de combater o coronavírus. Estamos falando do espaço do home office.

Mas o que devemos considerar na hora de montar esse cantinho? A designer de interiores Karoline Fróes, de Santo André, destaca três pontos importantes para que o ambiente esteja adequado e ajude no desempenho das atividades profissionais. O primeiro deles diz respeito à bancada ou mesa de trabalho, que devem ter medidas que variam de 1,20m a 1,50m de largura, 50 cm de profundidade e 80 cm de altura. Seguindo essas medidas, que vão permitir a ergonomia necessária, você pode esbanjar da criatividade e escolher mesas e bancadas com dois cavaletes e uma prancha de madeira, por exemplo, aplicando imagens ilustrativas abaixo de um vidro que pode ser colocado na base principal.

“Para as pessoas que não têm esse espaço, uma dica é usar uma prateleira com mão francesa com as medidas de 60cm de largura, 50cm de profundidade e 80cm de altura”, detalha a profissional. Segundo ponto fundamental que Karoline frisa é a escolha da cadeira. “A maioria das pessoas fica muitas horas trabalhando, por isso, investir numa boa cadeira, que seja ergonomicamente correta e confortável, vale muito a pena. Ela deve ter apoio de braços e ser articulada para induzir à postura ereta, além de ter 47cm de distância entre o assento e o chão, e 26cm entre o apoio de braço e o assento.” A escolha dos equipamentos eletrônicos também influencia na qualidade do trabalho home office.

Para que consiga ter espaço na mesa ou bancada, o ideal é optar pelo notebook, que é compacto e funciona muito bem nesse espaço. Mas se tiver o desktop e impressora, não tem problema! Basta adaptá-los embaixo da mesa, ganhado assim mais conforto para trabalhar. Além desse alinhamento obrigatório, a design de interiores dá outras dicas que podem melhorar ainda mais o aconchego e atender às necessidades para executar as tarefas com qualidades:

Organização - Um ambiente organizado oferece sensação de paz, favorecendo que tudo fique mais fácil. Um conselho é abusar de caixas organizadoras, nichos, prateleiras, principalmente, os murais, que são lindos e podem ser de diferentes maneiras: painel aramado ou de cortiça. Um outro mural bem interessante é o feito com tinta de lousa, que você pode escrever e apagar quantas vezes quiser.

Iluminação – Se o ambiente for daqueles privilegiados, com excelente iluminação natural, você já sai ganhando muito. Mas se não for, a indicação é optar pela luz branca, com lâmpadas de potências entre 5000k a 7000 kelvin, além das luminárias de mesa, que são grandes aliadas.

Cores - Paleta de cores vibrantes, que despertem a atenção e criatividade, como os tons terrosos, verde, amarelo, laranja e azul são bem-vindas. Isso não quer dizer que você precisa, necessariamente, pintar uma parede com essas cores. Elas podem ser exploradas nos acessórios de decoração e garantir um visual bacana.

Quem trabalha com artesanato e costura, por exemplo, pode optar pelos tons pasteis, que remetem à tranquilidade. “O espaço do home office tem que ter a sua cara! Tem que ser um ambiente no qual se sinta bem”, conclui Karoline Fróes.


Utilizamos cookies para personalizar o conteúdo e analisar o nosso tráfego.
Decida se você deseja aceitar cookies do nosso site.