Patriani

COMPORTAMENTO

14 de maio de 2022

1º eclipse lunar total de 2022 – Fique por dentro do fenômeno da “Lua Vermelha”, também conhecida como “Lua de Sangue”

Comportamento

14 de maio de 2022

Escrito por

Maristela do Valle

Tempo de leitura: 2 minutos

Tempo de leitura:

2 minutos

Não é toda vez que vemos uma ‘lua vermelha' pela noite, não é mesmo? Isso porque fenômenos como esses são muito especiais e costumam acontecer de duas a três vezes por ano em diferentes pontos da Terra.

A chamada ‘lua de sangue’ é também conhecida como eclipse lunar total. E caso nunca tenha presenciado esse acontecimento de perto, a partir das 22h30 de domingo, 15/05, até às 01h11 da madrugada do dia 16/05, todos que moram no hemisfério sul do país poderão acompanhar a olho nu, o 1º eclipse lunar total de 2022. Legal, né?

Padrão do plano de fundo

Descrição gerada automaticamente com confiança média

Divulgação/PSA

E por falar em eclipse lunar, o blog foi a fundo para saber mais e conversou com os especialistas Marcos Pedroso, coordenador de atividades Marcos Pedroso e Jaqueline Campos, ambos do SABINA Parque Escola do Conhecimento, de Santo André.

Os profissionais nos disseram que eventos como esses só acontecem quando a Lua, em sua fase cheia, transita na região da sombra da terra. “O plano da órbita da Lua ao redor da Terra não é igual ao plano da Terra ao redor do Sol. O eclipse lunar só acontece quando há um alinhamento entre Sol, Terra e Lua”.

Além do eclipse lunar total, também existem outros tipos de eclipses, como o eclipse penumbra e o parcial.

“No eclipse penumbral não percebemos grandes diferenças da lua durante o evento, porque ela passa na penumbra da terra (parte onde apenas alguns pontos recebem luz solar). Já no eclipse parcial quando o disco lunar transita na região da umbra da terra (parte que não recebe luz) é possível observar a lua parcialmente encoberta”, detalham os especialistas.

No eclipse lunar total, a Lua fica na parte que não recebe luz, o que causa uma coloração avermelhada e é daí que muitos a apelidam de “Lua de Sangue” ou “Lua Vermelha”. Mas, por que desse tom avermelhado?

“Na verdade, a Lua não muda de cor. Trata-se de um efeito causado pela refração da luz solar na atmosfera da Terra, que acaba atingindo a Lua. Nessa refração, quase toda a lua sofre espalhamento da luz solar e a absorção da radiação na atmosfera, assim grande parte da luz vermelha chega à Lua, deixando-a com esse aspecto avermelhado”, destacam os educadores

Agora que já sabemos como acontece a famosa Lua de Sangue, ficamos ligados para conferir de pertinho o fenômeno nesta madrugada.

Ah, uma dica legal para tornar essa experiência ainda mais gratificante é procurar locais com os horizontes limpos para aproveitar o momento.

Uma imagem contendo estrela, céu noturno

Descrição gerada automaticamente

Escrito por

Maristela do Valle

Acompanhe a Patriani nas redes sociais

Endereço

Santo André - SP

Fone: (11) 4318-0666

Av. Padre Manuel da Nóbrega, 385 Bairro Jardim, Santo André – SP 09080-140

Assessoria de imprensa

(11) 4318-0666

Kelly Zucatelli