Logo of the Patriani

4 ideias de maquiagem de Carnaval para você brilhar

4 ideias de maquiagem de Carnaval para você brilhar
Posts relacionados
15 motivos para amar SantosEstilo de Vida
15 motivos para amar Santos
Cidade com belas praias, clima agradável e gastronomia de qualidade, Santos é perfeita para morar ou investir. Proporciona qualidade de vida aos seus moradores e encanta os visitantes. Santos é um convite constante às caminhadas à beira-mar, à vista do pôr do sol na Ponta da Praia e às paradas nas barraquinhas para tomar água de coco. Por essas e outras, é fácil se apaixonar por Santos e sentir vontade de ficar por lá. Aqui, listamos 15 razões para amar essa cidade incrível, que fica a 85km da capital. E você pode conferir estas e outras maravilhas de Santos no nosso e-book exclusivo sobre a cidade. 1) Praias para todos os gostosA orla santista é uma das mais charmosas do litoral de São Paulo. Entres os canais 1 e 7, Santos tem praias bonitas para diversos públicos, com serviços variados. O ponto preferido dos surfistas fica no Canal 1, na Praia de José Menino. Na sequência, vem a Praia do Gonzaga, com restaurantes, bares, shopping, quadras de beach tennis e barracas de clubes e associações. Ali, localiza-se o VITRA GONZAGA PATRIANI.A Praia do Embaré fica bem em frente à Igreja do Embaré, com vitrais e elementos góticos. Muitos quiosques e bares pé na areia ficam abertos 24h e têm uma atmosfera festiva. A uma quadra do mar, no Canal 4, está situado o MISTRAL EMBARÉ PATRIANI.Na Ponta da Praia, encontram-se a balsa para fazer a travessia até o Guarujá, estrutura para esportes aquáticos, como remo, e grupos apreciando o mar na extensa faixa com muretas. 2) Festival de cores e aromas nos Jardins da Orla Não só de praias bonitas é feita a cidade de Santos. Os Jardins da Orla são um espetáculo à parte. Ao percorrê-los, você se encanta com aromas, texturas e cores de palmeiras, dracenas, lírios-da-paz e muitas outras plantas. Seus números são incríveis: 1.300 canteiros, 1.800 árvores e 70 espécies ornamentais ao longo de 5,3km e mais de 200 mil metros quadrados. Não à toa, foi considerado o maior jardim de praia do mundo pelo “Guinness Book of Records”.O projeto de construção de um jardim junto ao mar foi do engenheiro sanitarista Saturnino de Brito, também criador do plano de canais da cidade. Ele é homenageado, inclusive, em uma das 38 estátuas presentes na área, junto a Santos Dumont e Cristóvão Colombo. 3) Maior porto da América LatinaInaugurado oficialmente em 1892, o Porto de Santos é responsável por mais de 25% do comércio internacional do país, mantendo conexão com mais de 600 destinos. Tem 50 terminais distribuídos em 16km de extensão, que alcançam até mesmo os municípios de Cubatão e Guarujá. Além de fazer o transporte de carga, o Porto de Santos consegue receber até sete transatlânticos ao mesmo tempo, com milhares de turistas do mundo inteiro nas divertidas temporadas dos cruzeiros marítimos. Todos os detalhes de sua história, juntamente com relíquias e documentos, podem ser vistos no Museu do Porto de Santos. Vale muito a pena a visita! 4) Museu do CaféQuem não adora tomar um cafezinho a qualquer hora do dia? Mais do que uma bebida saborosa, o café contribuiu para a industrialização e a prosperidade dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro nos séculos XIX e XX. Os grãos, em geral, eram exportados pelo Porto de Santos e, por isso, a cidade tem um papel importante no Ciclo do Café. Boa parte dessa história é contada no Museu do Café, no centro histórico da cidade litorânea. O prédio, onde funcionava a Bolsa Oficial do Café, tem outras atrações, como a Torre do Relógio, uma estufa com pés de café, e a Cafeteria do Museu, que serve bebidas e drinques à base de café, expressos e sanduíches. 5) Museu Pelé Durante toda a sua carreira esportiva e nos anos seguintes, o Rei do Futebol foi a figura mais ilustre de Santos. Hoje, o maior craque mundial de futebol, que sempre vestiu a camisa do Santos, continua sendo motivo de orgulho para os moradores da cidade. O Museu Pelé, criado em sua homenagem, é parada obrigatória para os turistas, estudantes e torcedores. Localizado nos antigos e reconstruídos Casarões do Valongo, o museu mostra a trajetória do jogador na Vila Belmiro e na Seleção Brasileira. Nos ambientes, estão expostos camisas, chuteiras, bolas, troféus e documentos, além de áudios, textos, filmes e fotos desse atleta extraordinário do século XX. 6) Mercado com peixes fresquinhosHá mais de 40 anos, o Mercado de Peixes de Santos atrai moradores e visitantes em busca de peixes e frutos domar de alta qualidade. Durante muito tempo, o ponto de venda funcionou em uma espécie de pracinha na rua, próxima à balsa. Em 2020, foi transferido para um prédio moderno na Ponta da Praia e, hoje, vende peixes, camarões, ostras e lagostas bem frescos e temperos para o preparo de receitas saborosas. O mercado conta ainda com o delicioso restaurante Paru Comidas de Rua do Mar, do chef Dário Costa, ganhador do reality Mestre do Sabor, da Globo. 7) Arte e gastronomia na pinacotecaEm uma mansão histórica do século XX, em frente à praia do Boqueirão, funciona a Pinacoteca Benedicto Calixto. Com decoração art nouveau, mármore Carrara na escadaria e jardins em estilo francês, o palacete abriga um rico acervo artístico. Além das obras de Benedicto Calixto, que nasceu em Itanhaém, morou em Santos e pintou belas paisagens da região, o centro cultural apresenta quadros, cerâmicas e esculturas de outros artistas. O local oferece ainda uma biblioteca com mais de 2.300 títulos sobre artes plásticas, um charmoso bistrô e uma pizzaria deliciosa. 8) Aquário na Ponta da PraiaPinguins, leões-marinhos, tubarões, arraias, peixes e vários outros animais encantam crianças e adultos no Aquário Municipal de Santos. Ali, os ambientes reproduzem os habitats naturais das espécies, como o tanque amazônico, com plantas típicas da floresta.Inaugurado em 1945 e reformado em 2006, o Aquário de Santos conta hoje com cerca de 4 mil animais. E o mais curioso: é permitido colocar a mão em espécies como a estrela-do-mar, no tanque do toque. 9) Visual fantástico no topo da montanhaDa mesma forma em que é impossível ir a Roma e não ver o Papa, é impossível ir a Santos e não visitar o Monte Serrat. A paixão pelo local, também conhecido como Morro de São Jerônimo, começa já no transporte em um bondinho funicular ou na subida de 400 degraus, diante de uma vista incrível da Baixada Santista. No topo da montanha, casais e turmas de amigos brindam o pôr do sol com música ao vivo. Praticantes de esportes radicais fazem rapel ou escalada na encosta da montanha. Religiosos visitam a capela de Nossa Senhora de Monte Serrat, construída há 400 anos para a padroeira da cidade. Em uma atmosfera alegre, os turistas fazem selfies, compram belas peças de artesanato e experimentam saborosos caldos, massas e doces na cafeteria local. 10) Passeios de bondeVocê tem a sensação que entrou no túnel do tempo ao subir no bonde elétrico, com maquinista vestido a caráter. No percurso pelo Centro Histórico de Santos, entende como era o meio de transporte, criado no século XIX e que funcionou até 1971 na cidade. E ainda tem o prazer de conhecer a história de belas construções, como a Casa da Frontaria Azulejada; o Conjunto do Carmo; o Edifício da Alfândega; a Casa do Trem Bélico; e o Outeiro de Santa Catarina, marco da fundação de Santos. O passeio de bonde encanta adultos e crianças. Imperdível! 11) Flora e fauna exuberantes Se você adora ter contato com a natureza, observando espécies de plantas e animais de diversos tipos, o Orquidário de Santos e o Jardim Botânico Chico Mendes são destinos perfeitos. No Orquidário, há mais de 1.500 árvores e cerca de 500 animais. Ali, é possível ver capivaras, jabutis e pavões circulando soltos por toda parte e se admirar com a árvore pau-rei, com 30m de altura. Já o Jardim Botânico tem cerca de 300 espécies vegetais, alamedas para corrida e espaço para piquenique. As mudas das árvores que ocupam as áreas públicas de Santos são cultivadas nesse espaço. 12) Caminhadas no calçadãoBem cuidados, os calçadões das praias de Santos são um convite constante às caminhadas. Durante o percurso de 7km, encontram-se estações para exercícios, o que torna a atividade física mais completa. Se bater sede, fome ou cansaço, o que não faltam são quiosques com vista para o mar para aquela paradinha estratégica. A maioria oferece deliciosos petiscos, sanduíches, cervejas, sucos, água de coco e efeições completas. Pela manhã ou no final da tarde, é o segundo programa preferido dos santistas. O primeiro, claro, é ficar em uma espreguiçadeira na praia, tomando sol. 13) Artesanato na praiaHá mais de 50 anos, a FeirArte é realizada na orla do Boqueirão. Quando foi criada, seguia o estilo alternativo dos anos 1970. Depois, cresceu e passou a expor produtos artísticos e artesanais. Hoje, suas barracas apresentam um mix de roupas, sapatos, acessórios, artigos para os pets, brinquedos e peças de decoração. Durante o divertido passeio, é possível degustar pratos árabes, brasileiros e japoneses. A feira funciona aos sábados, em frente à Avenida Conselheiro Nébias, das 16h às 22h, ou aos domingos, na praça do Sesc, no bairro Aparecida, no mesmo horário. 14) Parque com surfe, skate e arteEstamos falando do Emissário Submarino, deliciosa área de lazer na Praia de José Menino. Ali perto, grupos pedalam na ciclovia e as crianças brincam no playground, enquanto a galera dos esportes radicais faz manobras ousadas na pista de skate ou em cima das pranchas de surfe. No local, tem até escola de surfe e arquibancada para admirar surfistas amadores ou campeonatos de feras. Quem curte o esporte não pode deixar de visitar o Museu do Surfe, com mais de 70 pranchas de campeões mundiais, como Gabriel Medina e Ítalo Ferreira, além de troféus, trajes especiais e livros. O espaço avança 400 metros sobre o mar e ainda exibe uma enorme escultura vermelha da artista plástica Tomie Ohtake, inaugurada em 2008 para comemorar o centenário da imigração japonesa no Brasil. 15) Mergulhos incríveis no LajeQue tal nadar no fundo do mar, pertinho de cardumes e tartarugas? O Parque Estadual Marinho Laje de Santos é hoje um dos melhores pontos de mergulho do país. No percurso de lancha até o local você pode encontrar golfinhos, baleias e aves diversas. Na chegada ao parque, você vai enxergar um rochedo de granito em formato de baleia com 33 metros de altura e 550 metros de comprimento. Durante seu mergulho, você pode ver ainda espécies como raia-manta e barracuda. O ponto alto do passeio é a embarcação Moreia, afundada a 23 metros de profundidade.
LER MAIS
2 min

12/07/2024

Festa junina no apartamento com os amigos e familiares é bom demais!Estilo de Vida
Festa junina no apartamento com os amigos e familiares é bom demais!
A gente te ajuda no checklist para a festa junina no seu PATRIANI “Ê trem bão demais, sô!”Vem aí a festa junina mais animada do bairro! Aquela que você vai organizar no seu PATRIANI, seja na varanda gourmet, na casa de campo ou no salão de festas. Você escolhe qual o melhor lugar para a sua festança acontecer!E para contextualizar um pouco sobre a origem destas festividades todas, diz a lenda que, as festividades que deram origem às festas juninas homenageavam os deuses da natureza e da fertilidade e pediam fartura nas safras, pois era nessa época que começava o período da colheita de cereais.Então, agora, simbora prás dicas para sua festança!Melhor lugarVocê pode planejar a sua festa junina, conforme a quantidade de convidados. A casa de campo, tem um ótimo espaço externo com piscina, playground e uma área interna com TV LED, espaço gourmet com churrasqueira, chopeira e pequeno arraiá.Caso queira usar o salão de festas, você tem espaços integrados entre a área gourmet e à copa de apoio, e muito conforto para seus convidados!E na varanda gourmet do seu PATRIANI, você já sabe, tem aquele espaço integrado entre a cozinha e à sala de jantar, e o conforto de receber os amigos em casa!Clima de festa!A decoração faz toda diferença na hora de deixar o clima da festa ainda mais animado, não é mesmo?Então capriche! Use materiais como palha, palito de sorvete, papel colorido, retalhos de tecido, barbantes, fitas de cetim, e outros, decore as mesas com tecido de linho. Use a criatividade!VestimentasQual a melhor produção para as festividades juninas? Uma coisa é certa: tem que ser divertido! Então, solte a imaginação. Misture o xadrez com diversas cores, use e abuse de tecidos como a chita, coloque palha nos bolsos das camisas, retalhos de tecidos nas calças, e aquele chapéu caipira na cabeça!Aí é só fazer uma selfie bem bonita, publicar nas suas redes sociais e marcar a gente @construtorapatriani. Eita maravilha!Se tem festa, tem música!Chega mais com a sanfona, o triângulo e a zabumba fazendo o ritmo mais tradicional das festas juninas: o forró. Mas, pode incluir também na sua playlist o sertanejo, xote, baião, música caipira e, até o arrocha, mas, o que não pode faltar, de jeito nenhum, são os tradicionais Luiz Gonzaga e Dominguinhos.Depois da playlist pronta, é só animar o pessoal para dançar a quadrilha, tão tradicional nas festas juninas em todo País.“Quando olhei a terra ardendoQual fogueira de São JoãoEu perguntei a Deus do céu, aiPor que tamanha judiação”. (trecho da música Asa Branca - Humberto Teixeira / Luiz Gonzaga)Humm... comidinhas típicasChegamos na parte boa da festança. A hora da comilança! Anote aí para colocar no seu cardápio os pratos típicos mais famosos das festas juninas: pipoca, paçoca, pé de moleque, canjica, cachorro-quente, milho cozido, pamonha, curau, bolo de milho, arroz-doce, pinhão, cuscuz e tapioca. Além das bebidas, quentão e vinho quente.Escolha as receitinhas que você quer ter na sua festança no seu PATRIANI e divirta-se muito! Mas lembre-se de respeitar o regulamento interno do seu prédio, com relação ao uso das áreas comuns e fique atento ao volume das músicas. A PATRIANI deseja ótimas festividades para todos! Leia também: Casa de Campo: o lugar ideal para seu arraiá caipira Chegou a Festa Junina! Mas você sabe de onde veio o evento mais caipira do ano?
LER MAIS
2 min

20/06/2024